Thursday, November 14, 2019


Conto de Brontops Baruq vence Concurso Hydra

Após a leitura de mais de 100 contos inscritos, os juízes do Concurso Hydra selecionaram 3 contos finalistas e enviaram…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
By Castrinho , in Splash , at 10 de janeiro de 2012 Tags:

http://universoinsonia.com.br/img_in/intergal_home.png

Após a leitura de mais de 100 contos inscritos, os juízes do Concurso Hydra selecionaram 3 contos finalistas e enviaram para o escritor Orson Scott Card, que definiu o grande campeão. O escolhido do escritor norte-americano foi “(História com desenho e diálogo)” de Brontops Baruq. O conto receberá tradução para o inglês e será publicado na revista eletrônica Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show.

E para tornar o concurso ainda mais especial, os editores da revista anunciaram que também publicarão o segundo colocado em edição futura da revista. O conto escolhido foi “Por um Fio” do Flávio Medeiros Junior.

Os três finalistas do concurso foram:

“(História com desenho e diálogo)” de Brontops Baruq, publicado na revista Portal Fundação, do Projeto Portal, foi um dos selecionados. Brontops Baruq é o pseudônimo de alguém nascido em São Paulo no ano de 1973. Publicou contos nas antologias Livro Negro dos Vampiros, Anno Domini (Andross), Alterego e Cartas do Fim do Mundo (Terracota), além de participar do Projeto Portal (http://projeto-portal.blogspot.com/), capitaneado por Nelson de Oliveira.  Blog pessoal http://brontops.blogspot.com/.

 “Por um Fio” de Flávio Medeiros Júnior, publicado na antologia Steampunk da Tarja Editorial. Flávio Medeiros Junior nasceu e vive em Belo Horizonte, MG. Formou-se em Medicina pela UFMG em 1988, especializando-se em oftalmologia. Publicou seu primeiro romance em 2004: Quintessência, história policial com ambientação de ficção científica e em 2010 o romance Casas de Vampiros, que junta horror e ficção científica. Teve também textos publicados nas coletâneas Paradigmas 2, Steampunk, Imaginários 1, Vaporpunk e Assembleia Estelar. Continua escrevendo compulsivamente e publicando suas opiniões no blog http://a-quintessencia.blogspot.com.

 “Eu, a Sogra” de Giulia Moon, publicado no primeiro volume da antologia Imaginários, da Editora Draco. Giulia Moon é escritora, ilustradora, redatora e diretora de criação em propaganda. Tem três coletâneas de contos publicadas: Luar de Vampiros (Scortecci, 2003), Vampiros no Espelho & Outros Seres Obscuros (Landy, 2004) e A Dama-Morcega (Landy, 2006). Já atuou como editora do fanzine FicZine e como coeditora da Scarium Megazine. Em 2009 lançou o seu primeiro romance, Kaori: Perfume de Vampira (Giz Editorial, 2009), que teve sua continuação em 2011 com Kaori 2: Coração de Vampira. Mais sobre Giulia em http://www.giuliamoon.com.br.

 Edmund R. Schubert, editor de IGMs, escreve: “Esta parceria tem sido muito emocionante e fico feliz de poder mostrar o melhor da ficção especulativa brasileira para um público mais amplo. E dou os parabéns para Christopher Kastensmidt por organizá-lo tão bem e estou ansioso para ler mais de todos os escritores envolvidos.”

Christopher Kastensmidt, organizador do concurso diz: “O fato da Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show concordar em publicar não apenas uma, mas duas das histórias finalistas mostra o prestígio da comunidade de ficção especulativa brasileira, aquela que trabalha incansavelmente, mas quase não recebe o reconhecimento fora das fronteiras do Brasil. Muito obrigado mais uma vez a IGMS, aos nossos juízes brasileiros, e todos os outros envolvidos que fizeram este concurso um sucesso tão grande.”

O concurso Hydra, uma parceria entre a revista eletrônica norte-americana Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show e o website brasileiro A Bandeira do Elephante e da Arara, visa expor o melhor da literatura fantástica brasileira para leitores em língua inglesa do mundo inteiro.  O concurso também contou com a participação dos juízes brasileiros Tiago Castro (Universo Insônia) e Ana Carolina Silveira (Leitura Escrita).

Sobre Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show

Fundada pelo escritor premiado Orson Scott Card, e editada nos últimos cinco anos por Edmund R. Schubert, IGMS é uma revista online bimensal premiada que publica contos ilustrados de ficção científica e fantasia, histórias em áudio, entrevistas, resenhas e mais.  Autores vão de profissionais como Peter Beagle e David Farland até autores estreantes.  O site da revista é www.intergalacticmedicineshow.com.

Sobre The Elephant and Macaw Banner

A Bandeira do Elefante e da Arara (em ingles, The Elephant and Macaw Banner) é uma série premiada de fantasia situada no Brasil colonial.  As histórias contam as aventuras de Gerard van Oost e Oludara, uma dupla improvável de heróis que se encontram em Salvador.  Notícias, arte e informações sobre as referências culturais e históricas podem ser encontrados no site www.eamb.org.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comments


  • Acompanho o trabalho do Brontops de perto desde 2008 e posso dizer que é uma honra ter a FC brasileira representada por ele na revista do Orson.

    Aproveito para parabenizar os organizadores pela inciativa e para agradecer a oportunidade. Quero incentivar que nos mantenham informados sobre a publicação em inglês e já aguardo ansioso o Hydra 2012! 🙂

  • Olá Bruno,
    Obrigado pelos comentários no blog.
    Foi um prazer muito grande para nós da organização também, contar com tantos escritores de talento inscritos e chegar a um resultado muito bacana, onde o Brontops foi o vencedor.

    Abraços

    Tiago Castro

  • Parabéns aos dois vencedores!
    E que essa parceria se renove, para trazer divulgação e reconhecimento aos autores brasileiros.
    Tomem lá um beigiunho gelado de vampira pra dar sorte! 😉

  • Agradeço muito ao Christopher pela iniciativa que tornou isso possível. Conhecedor que sou da qualidade do material de FCB que tem sido publicado, esse segundo lugar se torna ainda mais especial. Parabéns ao Brontops, quem quer que seja que se esconde por trás desse nome sugestivo…rs* Parabéns à Giulia, que esteve conosco nessa final, com um conto memorável. Agradeço também ao Card e ao pessoal da IGMS, que estão me proporcionando essa grande honra. Tudo isso é fruto do trabalho de muita gente boa, inclusive dos autores. Que seja, para todos nós, um estímulo para continuar batalhando para produzir uma FCB de qualidade, que nos dignifique aqui e lá fora. Vamos lá, galera, chutando a lata!!!

  • Olá Flávio,

    Obrigado pelos comentários no blog.
    Parabéns pelo conto e pela publicação na IGMS e esperamos que vocês sirvam de inspiração para a produção nacional e que novos concursos como esse apareçam por aqui nos próximos anos. A começar por 2012, por que não? 🙂

    Abs

Deixe uma resposta


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.