Impressões sobre o livro Insônia (André Wambier)

GRD_134_insonia.gif

A primeira coisa que você tem que ter em mente ao ler Insônia, é que nunca chegamos a conclusão dos acontecimentos quando imaginamos ter matado a charada daquele problema. O livro traz algumas reviravoltas interessantes ao longo de sua narrativa, que deixa o leitor vidrado na história. Algumas passagens do livro tem um ritmo bem agitado, outras mais moderados, mas sempre na dose certa.

Insônia já começa bem acelerado. Logo de cara somos apresentados aos personagens Beatriz e Ricardo Conde, um milionário casal apaixonado que vive em um feliz casamento, onde tudo ocorre as mil maravilhas. Mas…

Um sequestro abala a felicidade do casal e coloca o leitor em um turbilhão de sentimentos, onde o jogo psicológico dos sequestradores se mostra uma arma ultra eficiente contra os nervos de parentes e amigos.

À partir daí o livro segue com os capítulos sendo intercalados, entre passado e presente. O passado é uma interessante história de Ricardo e Beatriz se conhecendo, tornando-se amigos e se apaixonando. Já o presente traz toda a angústia e o desespero de uma família em busca de informações sobre o sequestro. É nesse cenário desesperador que o autor consegue passar todos os sentimentos dos personagens ao leitor, fazendo-nos entrar de cabeça naquela situação, querendo sair juntamente com eles daquele inferno interminável.

Terminado esse arco narrativo, a primeira virada na história acontece. Algum tempo depois, Ricardo Conde, tentando retomar sua vida e voltando a exercer sua profissão de médico, é procurado por  um antigo paciente que conheceu nos tempos de residência médica, Alexandre Castro. O que o médico não imaginava é que sua vida estava prestes a mudar drásticamente.

Alexandre revela a Ricardo um intrigante segredo… ele não dorme há mais de doze anos. Nesse momento somos jogados a uma narrativa onde o médico busca, a todo custo, descobrir se Alexandre diz a verdade, submetendo-o a intermináveis baterias de testes e conversas interessantes. E é logo após esse arco que o leitor e surpreendido mais uma vez e uma nova reviravolta toma conta da trama.

Novos personagens são introduzidos, uma equipe de cientistas auxilia o médico em suas pesquisas e um jogo de intrigas e traições começa nesse momento e cada vez mais somos envolvidos nas dúvidas e conflitos pessoais de Ricardo.

Ricardo Conde começa então a dividir seu tempo entre o hospital, um novo projeto e seus próprios medos, suas próprias sinas. À partir daqui a história toma um rumo interessantíssimo e culmina com um final surpreendente, que deixa o leitor surpreso e ao mesmo tempo animado com os caminhos tomados.

Romance, ficção científica, mercado negro do narcotráfico, paixões e traições se misturam nesse excelente livro em uma história que prende o leitor do início ao fim e que nos apresenta vários momentos interligados que formam um grande enredo.

Além da excelente história criada, o autor escreve com propriedade sobre diversos assuntos ligados a medicina, descrevendo detalhadamente todos os procedimentos cirúrgicos e consultas apresetados no livro.

Fantástico!

Publicitário, estrategista de conteúdo, organizador do Concurso Hydra de Literatura Fantástica Brasileira e coorganizador dos eventos Fantasticon e Sarau Fantástico.

Twitter LinkedIn Google+ 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...